12.7.17

Condição

12.7.17

Se sou rio, deixa-me ser sereno

Se sou céu, deixa-me azulescer os dias
Se sou calmaria, deixa que o silêncio se torne poesia
Se sou sol, deixa-me iluminar as veredas das trevas
Se sou flor, deixa-me espalhar as cores e os perfumes graciosos
Se sou pássaro, deixa-me voar nas asas da minha liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©