11.11.16

Eita, saudade!

11.11.16

Hoje a saudade veio me visitar
Arrebatou-me com os sentimentos mais vorazes
E deixou-me com o coração inquieto
Ah, essa nostalgia que emerge desde dentro
Faz-me em cada linha dessa poesia
Um verso, uma prosa
De um futuro bom
Ladeado às tintas do pensar e do querer
Deixo-me ser canto, rima
Neste banzo enternecer
Dias de novembro,
Uma brisa de saudade
Move os sinos-de-vento
E tua ausência está presente
Na árvore da minha existência

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©