6.7.16

Colore-me

6.7.16


Pinta-me a cinza!
Reaviva-me do preto e do branco.
Oferece-me com tuas cores sem codinome.
E mancha-me de cor!
E banha-me de tinta!
E derrama-me de amor.
Faz-me prosas em azuis anis
Faz-me rimas em rosa claro
Faz-me poesia em verde profundo
Faz-me fina flor do vivo amarelo.
Colora-me a vida!
Colora minha sina!
Colora minha lida!
Apaga-me dos elos sem cor,
Que só trazem dor.
Traz para meu mundaréu o orbe furta-cor.


  João Miguel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©