11.8.13

Família

11.8.13
Família. Mesmo que a minha família tenha seus problemas, suas loucuras, ela recorda muito quem eu sou. Família está relacionado muito como a gente enxerga as coisas que estão ao nosso redor, a maneira como pensamos e também o jeito que amamos. É por isso que a gente acaba tomando pra si alguns trejeitos dos pais, avós e tios: como no jeito de falar, de rir e até mesmo na maneira de enfrentar os problemas do cotidiano. Quem quiser me conhecer um pouco mais, pode passar um dia com D. Eulália – minha mãe, com meus avós e tios. Eles vão contar muitas histórias. É super divertido! Quem conhece, sabe como que é. É uma  miscigenação bem doida. Aprendi no seio da minha família que CORAGEM a gente tem que ter sempre. Seja para o que for. Dessa família eu herdei também a paixão pelas palavras. Meu avô e alguns tios/as escrevem poesias. Taí o motivo pelo qual eu adoro escrever. Agradeço todos os dias pela família que tenho. Pelo carinho e amor doados. Pelas dificuldades superadas. Se eu estou aqui e sou o que sou, é por causa dela. Com vocês, eu aprendi o que é AMOR INCONDICIONAL ao meu próximo. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©