18.8.13

E quando bate a saudade...

18.8.13
Saudade é algo que sangra a gente. Tenho saudades de quem está longe e de quem está muito perto também. Porque a presença independe de distância física. Eu me sinto perdido quando percebo que as melhores coisas que tenho de repente se vão, escorregam pelos meus dedos. A vida é assim mesmo... Será que tem que ser assim? É difícil se conformar, aceitar. Talvez seja isso que nos deixa tão sem chão. Mas, será que temos que nos conformar? Só espero que tanta ausência não deixe na gente a desesperança de viver e acolher cada momento da vida como único.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©