15.8.13

A Ritualidade

15.8.13
A refeição é uma hora sagrada. Faz-me resgatar a ritualidade da vida. Eu acho que a vida perdeu muito o ritual. A gente mesmo perdeu. A gente se encontra pouco na mesa. A gente tem pressa. Tudo isso pelo cotidiano caótico, estressante. A refeição é um momento tão importante, no qual não damos o devido valor. E uma das coisas que eu percebo que mais a gente perdeu foi a ritualidade do alimento. Tantas pessoas trabalharam para que aquele alimento estivesse na nossa mesa. Será que nos damos conta disso? A mulher mesmo quando está cozinhando, tem um papel tão importante na construção do simbólico dentro de nós. O que é simbólico é o que dá significado a vida. E é no colo da mãe que a gente aprende isso: é vendo ela cozinhar, é vendo ela cuidar da casa. Essa ritualidade do lar que a mulher é que preserva. Que é a grande guardiã de tudo. Vamos resgatar essa ritualidade, que nos pede tranquilidade…partilhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©