30.5.12

A ritualidade da Vida

30.5.12
Ignorar a ritualidade da Vida é o mesmo que quebrar o seu encanto. Fazemos isso o tempo todo. Nossas pressas contemporâneas não nos permitem demoras. Estamos sempre atrasados. Mas o rito nos pede calma. nasce o impasse.
De alguma forma temos que ceder. Ou entramos no ritmo do rito, ou o ignoramos. E dessa forma plantamos o futuro. Vez em quando eu me deparo com colheitas infelizes. Pessoas que descobriram que a pressa não valeu a pena.
Correram atrás do mundo que estava distante, mas se esqueceram de viver o mundo que estava sob seus pés.

Gabriel Chalita & Pe. Fábio de Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre notas de rodapé - 2017

Design e Desenvolvimento por Moonly Design / ©